28/09/2008



Eu e Marilza


Manhã de domingo, setembro de um ano magnífico. Eu minha esposa querida Marilza Francisco nos preparamos para ir saracotear entre os legumes as verduras da sagrada feira da Glória. Mergulharemos na existência porque a existência foi feita para se mergulhar. Vivemos moramos no centro do Rio de Janeiro, e morar/andar pelas ruas do centro dessa cidade é pisar na história, na ancestralidade do tempo. Eu que tanto tenho rodado pelas múltiplas cidades desse país, cada vez que volto p casa, para os seios da capital carioca,
dos cariocas e de todos “minha humanidade cresce”, cresce o desejo de rasgar com os dentes da alma as muralhas da chuva, da chuva triste que habita muitos olhares. Eu que já mergulhei em muito poço escuro, mergulho agora no poço escuro iluminado de meu próprio ser cantante dançante. Passaremos por baixo dos artísticos Arcos da Lapa balançando nossos corpos de verão inverno outono primavera porque a existência é um continuo balanço e todos os mestres iluminados balançam comigo porque eu e minha querida esposa Marilza Francisco somos os reis da vida. Beijos e mais beijos

EDU PLANCHÊZ menino

Um comentário:

matemathiago disse...

Parabenizo-te por teu novo blog, companheiro e amigo!

E como anda a luta pelo Kossen-Rufu em tua comunidade? Sinto saudade da galera...

Veja meu blog:
http://matemathiago.blogspot.com/

Abraço!