30/09/2008







ANJOS TORTOS

Mário Quintana diz pertencemos a uma família poética, nos identificamos com aqueles que dizem o que o nosso coração precisa ouvir. Eu amo o futuro tal o fez Maikoviski. Respeito a todos, mas eu tenho minha família, A NAÇÃO INVISÍVEL que se espalha por o todo o LOGOS.


FOME DE VIVER

Considero-me um irmão do mundo. A princípio todos são meus amigos. Sou um homem público, minha vida não tem segredos. Prefiro ser amigo dos que tem fome de viver; dos ousados, invencíveis,sem fronteiras.


EDU PLANCHÊZ

Um comentário:

sil disse...

Fico tão feliz em fazer parte dessa família que é capaz de se encontrar no éter sonoro, no vento, no tempo.Saudades de vc companheiro de jornadas estelares!
abçssss